bicicleta cultivada

O bambu pode ser um material um tanto questionável para fazer se bicicletas, mas alguns modelos muito descolados já andam por aí – existe até uma oficina de fabricação de bicicletas de bambu nos Estados Unidos. O aproveitamento das qualidades do bambu – material leve, forte e renovável – inspira o conceito desta bicicleta criada pelo estudante australiano de design Alexander Vittouris. Em vez de ser fabricada, a bicicleta “cresce”.

Em resposta aos custos energéticos relativamente altos com metal e com a montagem das bicicletas convencionais, a bicicleta Ajiro une a flexibilidade natural do bambu e o processo de crescimento ao ciclo de vida do produto. Usando técnicas de arboescultura, Vittouris prevê linhas de crescimento das estruturas de bambu que são “cultivadas” e esculpidas até assumirem sua forma final.

Segundo o site State of Green, a Ajiro será um “veículo cultivado”, moldado por tensão em um esqueleto interno, de maneira que as variações no processo de crescimento não terão de ser corrigidas por métodos que consumam muita energia, como vaporização ou calefação.

Além disso, a Ajiro possui uma capota sofisticada e e um espaço de armazenamento sob o banco que também são feitos de bambu trançado. Vittouri explica ao Australian Design Awards que a Ajiro também possui aprimoramentos em relação a outros velomóveis:

“O conceito de velomóvel implica uma fonte natural de força humana, que constrói uma ponte entre carros e bicicletas com a disponibilização de espaço de armazenamento e de uma cobertura protetora ao ciclista. Simplificando o pacote, as rodas traseiras da Ajiro atuam como mecanismos de direcionamento, enquanto a roda dianteira funciona como entrada de energia. Isso acaba com a complexidade de muitos veículos do gênero, que dependem de sistemas de corrente. Para conferir estabilidade em baixas velocidades, como exige o uso urbano, grande parte do peso do ciclista é posicionada sobre as rodas traseiras”.

Outras empresas já estão pensando na ideia de “deixar crescer, não fabricar”. Em geral, o design adorável da Ajiro, com uma nova visão inteligente – até mesmo de um meio já sustentável, como as bicicletas – pode ser desenvolvido para tornar sua fabricação menos poluente e dispendiosa em termos energéticos, e em mais harmonia com os processos e materiais naturais.

fonte: http://viverdeeco.com/2011/08/11/uma-bicicleta-cultivada-nao-fabricada/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: