A preocupação começa com os detalhes

Bom Design se preocupa com TODOS os detalhes 

Um bom Design considera todos os aspectos do projeto, desde suas características funcionais e estéticas até seus mínimos detalhes.

Mas ninguém vai ver

Um dos maiores enganos de quem está começando (ou infelizmente, de que já começou a muito tempo), é achar que o usuário do produto não vai perceber os detalhes. Quando os detalhes estão presentes o usuário pode até não percebê-los, mas com certeza ele irá perceber se eles estiverem ausentes. Muitas vezes a percepção do usuário é muito maior do que ele mesmo imagina, e é por esse tipo de coisa que mesmo trabalhos bem projetados, que são funcionais e esteticamente agradáveis, acabam parecendo “feios”.

Os pormenores de um trabalho muitas vezes são o seu grande diferencial. No Design de produtos, prestar a máxima atenção aos detalhes é necessário não apenas para um acabamento melhor no projeto, mas também por fatores de ergonomia e segurança do usuário (imagine um brinquedo para crianças com partes que se soltam ou que são cortantes, embora possa parecer óbvio, esse tipo de descuido com os detalhes de um projeto é bem comum).

No Design Gráfico o acabamento tem papel fundamental na diferenciação do projeto. Um dos exemplos mais clássicos são cartões de visitas, que usam de inúmeros tipos de acabamentos especiais (verniz localizado, laminação fosca, faca de corte especial, letterpress, etc) para se destacarem dentre os demais.

Desde o princípio

Comumente acabamento e pormenores são relacionados com o final do trabalho, mas é essencial que todos os detalhes do projeto sejam considerados desde o principio, uma vez que o layout que será desenvolvido, os materiais que serão utilizados, a técnica de impressão empregada, o prazo do projeto, absolutamente tudo deve ser considerado para que o acabamento seja satisfatório, pois todos os fatores se relacionam para chegar ao resultado final.

Se você quer usar verniz localizado, por exemplo, deve considerar que o verniz pode apresentar um deslocamento de até 1mm, por isso não deve ser aplicado sobre áreas de pequena espessura ou sobre textos. Conhecer as etapas e detalhes da própria produção industrial gráfica também é importante, uma vez que as características técnicas precisam ser consideradas, principalmente nas etapas de acabamento, uma vez que muitos acabamentos exigem suportes especiais, ou não podem ser usados junto com outros.

letterpress, por exemplo, é um dos acabamentos mais elegantes que eu conheço. Essa técnica possibilita uma impressão em baixo relevo no papel, um detalhe que para muitos pode não parecer viável (uma vez que demora para ser feito e costuma custar bem caro), mas que faz toda a diferença no produto final. No entanto, o letterpress muitas vezes é feito de forma errada por falta de conhecimento técnico. Essa técnica fica melhor em papeis de corpo elevado, mas gramatura não muito alta, mas muitas vezes o designer envia a proposta de trabalho para a gráfica solicitando um papel de gramatura alta, como papel triplex.

A pirâmide do acabamento

Prestar atenção a todos os detalhes deve ser uma prática comum de qualquer profissional em qualquer trabalho, mas infelizmente investir em acabamentos mais refinados nem sempre é possível. Um bom acabamento exige três coisa: aplicação correta e coerente por parte do designer, tempo de produção e dinheiro.

A coerência deve estar presente em todas as partes do trabalho, inclusive no acabamento. Cada tipo de técnica “combina” com determinados conceitos; o letterpress por exemplo, costuma ajudar a acentuar a elegância de um material, por isso é muito usado em convites de casamento. Verniz localizado sobre laminação fosca dá maior destaque aquela área do produto, por isso é muito usado sobre marcas, etc.

Além disso, um acabamento refinado exige um prazo de projeto maior, uma vez que a tinta da impressão precisa estar bem seca, e algumas técnicas exigem a criação de matrizes, ou gravação de chapas. Além de que muitas etapas são praticamente artesanais, e muitas vezes precisam ser feitas de forma manual.

Por fim, mas tão importante quanto as demais, é levar em consideração o valor disponível para ser investido no projeto. Acabamentos geralmente custam caro (alguns deles bem caro), e muitas vezes a verba não será suficiente, cabe a você tentar negociar com o clientes, mostrando as vantagens de se investir um pouco mais, ou adaptar o projeto as limitações técnicas, mas nunca deixando de supervisionar o projeto para que mesmo as técnicas mais simples sejam aplicadas com perfeição.

É isso ai pessoal até a próxima,espero que tenham gostado e ‘Stay TRIUMPHANT♥’

^~’ 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: