arquivo

lucas leandro

 

Quantcast

fonte: http://viverdeeco.com/2011/07/03/luminaria-feita-com-livros/

Anúncios

Esta impressionate escola foi construída na cidade de Bali na Indonésia. Foi projetada para se integrar a comunidade local convidando a todos a uma vida mais sustentável.  A escola ainda conta com bosques de bambu e um enorme laboratório todo construído em bambu. Seu campus ocupa os dois lados do rio Ayung, envolto por uma densa floresta nativa. A energia local é gerada utilizando fontes alternativas, como micro hidrelétricas e painéis solares.

Idéias sustentáveis e inovadoras, que exploram de maneira positiva o que a natureza nos oferece. O resultado é uma obra que inspira não só os alunos mas toda a comunidade ao redor.

fonte: http://viverdeeco.com/2011/01/28/escola-ecologica-feita-de-bambu/

O bambu pode ser um material um tanto questionável para fazer se bicicletas, mas alguns modelos muito descolados já andam por aí – existe até uma oficina de fabricação de bicicletas de bambu nos Estados Unidos. O aproveitamento das qualidades do bambu – material leve, forte e renovável – inspira o conceito desta bicicleta criada pelo estudante australiano de design Alexander Vittouris. Em vez de ser fabricada, a bicicleta “cresce”.

Em resposta aos custos energéticos relativamente altos com metal e com a montagem das bicicletas convencionais, a bicicleta Ajiro une a flexibilidade natural do bambu e o processo de crescimento ao ciclo de vida do produto. Usando técnicas de arboescultura, Vittouris prevê linhas de crescimento das estruturas de bambu que são “cultivadas” e esculpidas até assumirem sua forma final.

Segundo o site State of Green, a Ajiro será um “veículo cultivado”, moldado por tensão em um esqueleto interno, de maneira que as variações no processo de crescimento não terão de ser corrigidas por métodos que consumam muita energia, como vaporização ou calefação.

Além disso, a Ajiro possui uma capota sofisticada e e um espaço de armazenamento sob o banco que também são feitos de bambu trançado. Vittouri explica ao Australian Design Awards que a Ajiro também possui aprimoramentos em relação a outros velomóveis:

“O conceito de velomóvel implica uma fonte natural de força humana, que constrói uma ponte entre carros e bicicletas com a disponibilização de espaço de armazenamento e de uma cobertura protetora ao ciclista. Simplificando o pacote, as rodas traseiras da Ajiro atuam como mecanismos de direcionamento, enquanto a roda dianteira funciona como entrada de energia. Isso acaba com a complexidade de muitos veículos do gênero, que dependem de sistemas de corrente. Para conferir estabilidade em baixas velocidades, como exige o uso urbano, grande parte do peso do ciclista é posicionada sobre as rodas traseiras”.

Outras empresas já estão pensando na ideia de “deixar crescer, não fabricar”. Em geral, o design adorável da Ajiro, com uma nova visão inteligente – até mesmo de um meio já sustentável, como as bicicletas – pode ser desenvolvido para tornar sua fabricação menos poluente e dispendiosa em termos energéticos, e em mais harmonia com os processos e materiais naturais.

fonte: http://viverdeeco.com/2011/08/11/uma-bicicleta-cultivada-nao-fabricada/

06/01/2010

Designer-bacteriasA designer austríaca Sonja Bäumel está desenvolvendo um tipo de roupa inteligente que se adapta a sua temperatura corporal. Nesse projeto, a roupa deverá ficar mais fina nas regiões mais quente do seu corpo e mais grossa nas partes em que estiver mais fria.

Semelhante a uma roupa de crochê, a matéria prima para sua fabricação serão as próprias bactérias do seu corpo que reagirão de acordo com a temperatura da pele. Segundo Sonja, lugares mais quentes repelirão a multiplicação das bactérias fazendo com que a fabricação de tecidos se concentre nas áreas mais frias do corpo.

O projeto ainda está longe de se tornar realidade, mas com os avanços tecnológicos, quem sabe um dia poderemos nos “vestir” com a roupa inteligente.

E você, o que acha dessa possibilidade?

fonte: http://blogdovestiba.pucpr.br/2010/01/06/roupa-inteligente/

Arte e cultura

Artista cubano utiliza listas telefônicas para esculpir rostos

A criatividade do ser humano não tem limites mesmo. Pensem bem, o que poderíamos fazer com uma lista telefônica que não tem mais serventia? Certamente se desfazer dela seria o mais comum, não é mesmo? Pois é, mas há quem a aproveite para fazer arte… E que arte!!!

Cubano de nascença, o artista, Alex Queral, aproveita as listas antigas para esculpir rostos.

Munido de faca e navalha, Queral usa toda sua habilidade para reproduzir nas páginas das listas rostos incrivelmente perfeitos. Diria mais, se fossem feitos à lápis em uma folha qualquer não ficariam tão bons.

fonte: http://www.rota83.com/artista-cubano-utiliza-listas-telefonicas-para-esculpir-rostos.html

 

Pinturas Anamórficas por Felice Varini

Felice Varini é um artista suíço bastante conhecido por criar verdadeiras ilusões de ótica, com pinturas repletas de geometrias em perspectivas que revelam suas verdadeiras formas apenas quando vistas por certos angulos, do contrário assumem formas e traços quebrados.

Felice costuma trabalhar em espaços internos e externos, como edifícios, paredes, ruas e vilas. Suas pinturas são caracterizadas por criar inúmeras ilusões ópticas desafiando os olhos do espectador a encontrar o ponto correto para a leitura das obras.

Segundo o artista, a única preocupação nas suas obras é exatamente o que acontece fora do ponto de vista correto de visualização. Felice nasceu em 1952 em Locarno, Suíça e mora atualmente em Paris.

Pinturas Anamórficas por Felice Varini

Pinturas Anamórficas por Felice Varini

Pinturas Anamórficas por Felice Varini

Pinturas Anamórficas por Felice Varini

Pinturas Anamórficas por Felice Varini

Pinturas Anamórficas por Felice Varini

Pinturas Anamórficas por Felice Varini

Pinturas Anamórficas por Felice Varini

Pinturas Anamórficas por Felice Varini

Pinturas Anamórficas por Felice Varini

Pinturas Anamórficas por Felice Varini

Pinturas Anamórficas por Felice Varini

Pinturas Anamórficas por Felice Varini

Pinturas Anamórficas por Felice Varini

Pinturas Anamórficas por Felice Varini

Pinturas Anamórficas por Felice Varini

Pinturas Anamórficas por Felice Varini

Pinturas Anamórficas por Felice Varini

Pinturas Anamórficas por Felice Varini

Pinturas Anamórficas por Felice Varini

Pinturas Anamórficas por Felice Varini

Pinturas Anamórficas por Felice Varini

Pinturas Anamórficas por Felice Varini

Pinturas Anamórficas por Felice Varini

 fonte: http://www.designatento.com/arquitetura-e-interiores/interiores/pinturas-anamorficas-por-felice-varini.html