arquivo

odilena

Aprender a Desenhar – Como começar.

Publicado por: “Amopintar”
Na secção: Desenho

Aprender a desenhar e como começar… É tudo uma questão de prática e dedicação.

Poucas pessoas sabem fazê-lo maravilhosamente a primeira vez que pegam num lápis ou um pincel.
Para a restante maioria das pessoas, é uma questão de aprendizagem e não um dom. Pintar e desenhar são actividades que têm que ser estudadas, aprendidas e praticadas, da mesma forma como: aprender um novo desporto, uma nova língua, montar bicicleta ou escrever novelas.
É tudo uma questão de prática e dedicação. É precisamente a prática, o que faz a diferença entre um artista médio e um grande artista.


Dedicação
• Se deseja ter sucesso, eu recomendo não só saber como desenhar, mas o mais importante, dedicar tempo a prática do desenho e pintura pelo menos duas vezes por semana. Se quiser avançar mais rápido, logicamente deverá dedicar mais tempo a esta actividade.
• Um sítio calmo é o ideal para começar, no entanto, uma vez que adquira a capacidade de se concentrar, notará que qualquer sítio é bom.
• Algumas pessoas gostam de desenhar e pintar sobre uma superfície plana, como uma mesa ou secretaria outros preferem o cavalete e a facilidade de manipulação do mesmo para colocar a folha ou tela em qualquer posição… Isto é mesmo uma questão de preferência e hábito.
No entanto por experiência própria posso dizer que se tem o desejo de começar a desenhar para depois passar á pintura a óleo ou pintura a pastel, o mais conveniente é se habituar desde o início ao cavalete.

Bloco de esquissos.
exercicios-aquecimento

• Um fabuloso habito, para quem quer levar o desenho a sério é adquirir um bloco de esquisso que possa levar a qualquer sítio.
Observe tudo a sua volta, tentando descobrir as formas básicas por detrás de cada figura, veja como a luz se projecta sobre os objectos, observe as sombras, as proporções, os pontos de fuga das imagens em perspectiva e reproduza no seu bloco o que vê, em quanto espera no médico, no autocarro, no transito, nas ferias, em fim, qualquer momento é bom.
• Desenhe os objectos da sua casa, copie imagens de fotografias, desenhe as suas próprias mãos, os seus pés, a sua imagem do espelho…As oportunidades de praticar ficam só limitadas pela sua imaginação.
• Faça exercícios…Da mesma forma que qualquer desportista, apresentador de televisão ou cantor, faz exercícios de aquecimento e descontracção antes de iniciar a sua actividade … Antes de iniciar as suas aulas semanais, faça exercícios de aquecimento com as mãos a fim de descontrair os músculos do “desenho” e criar um fluxo de energia criativa entre o seu cérebro, os seus olhos, a sua ferramenta de desenho e a superfície de trabalho… Vejamos aqui alguns exemplos dos exercícios que pode fazer.

Miniaturas rápidas.
valor-sombra
Seja qual for o objecto que pretende desenhar, antes de começar, faça pequenos e rápidos esboços em miniaturas, num papel aparte.
Faça pequenos quadrados de dois a quatro centímetros de lado usando rápidos traços de tons e meios-tons. Não se preocupe demais pela precisão.
Faça isto durante três ou quatro minutos até sentir que domina a intensidade das sombras e dos traços.

Desenhe com sombras.
forma-valor
O objectivo deste exercício é criar e definir a forma dos objectos mediante a realização de pequenos e rápidos traços e mediante sombras.
Os espaços recheios e vazios se representam mediante sombras, variando a pressão do lápis.
Trabalhe rapidamente sem se preocupar pela precisão mas sim pela representação tonal.
Movimente todo seu braço com fluidez e quando sinta que esta descontraído e confiante, pegue na superfície de trabalho e comece a desenhar!!!

Traçado de Linhas.
•  Use um lápis afiado de grafite ou de carvão para desenhar apenas o esboço da forma ou contorno do seu modelo.
•  Mantenha seu olho sobre o assunto, tanto quanto possível.
•  Faça linhas longas e contínuas sem levantar o lápis do papel. Só quando for absolutamente necessário.
•  Não adicione sombras. Inclua alguns detalhes para tornar o objecto reconhecível.
•  Repita o exercício até se sentir confortável com os resultados.

fonte:

Aprender a Desenhar – Como começar.

Publicado por: “Amopintar”
Na secção: Desenho

Aprender a desenhar e como começar… É tudo uma questão de prática e dedicação.

Poucas pessoas sabem fazê-lo maravilhosamente a primeira vez que pegam num lápis ou um pincel.
Para a restante maioria das pessoas, é uma questão de aprendizagem e não um dom. Pintar e desenhar são actividades que têm que ser estudadas, aprendidas e praticadas, da mesma forma como: aprender um novo desporto, uma nova língua, montar bicicleta ou escrever novelas.
É tudo uma questão de prática e dedicação. É precisamente a prática, o que faz a diferença entre um artista médio e um grande artista.

Dedicação
• Se deseja ter sucesso, eu recomendo não só saber como desenhar, mas o mais importante, dedicar tempo a prática do desenho e pintura pelo menos duas vezes por semana. Se quiser avançar mais rápido, logicamente deverá dedicar mais tempo a esta actividade.
• Um sítio calmo é o ideal para começar, no entanto, uma vez que adquira a capacidade de se concentrar, notará que qualquer sítio é bom.
• Algumas pessoas gostam de desenhar e pintar sobre uma superfície plana, como uma mesa ou secretaria outros preferem o cavalete e a facilidade de manipulação do mesmo para colocar a folha ou tela em qualquer posição… Isto é mesmo uma questão de preferência e hábito.
No entanto por experiência própria posso dizer que se tem o desejo de começar a desenhar para depois passar á pintura a óleo ou pintura a pastel, o mais conveniente é se habituar desde o início ao cavalete.

Bloco de esquissos.
exercicios-aquecimento

• Um fabuloso habito, para quem quer levar o desenho a sério é adquirir um bloco de esquisso que possa levar a qualquer sítio.
Observe tudo a sua volta, tentando descobrir as formas básicas por detrás de cada figura, veja como a luz se projecta sobre os objectos, observe as sombras, as proporções, os pontos de fuga das imagens em perspectiva e reproduza no seu bloco o que vê, em quanto espera no médico, no autocarro, no transito, nas ferias, em fim, qualquer momento é bom.
• Desenhe os objectos da sua casa, copie imagens de fotografias, desenhe as suas próprias mãos, os seus pés, a sua imagem do espelho…As oportunidades de praticar ficam só limitadas pela sua imaginação.
• Faça exercícios…Da mesma forma que qualquer desportista, apresentador de televisão ou cantor, faz exercícios de aquecimento e descontracção antes de iniciar a sua actividade … Antes de iniciar as suas aulas semanais, faça exercícios de aquecimento com as mãos a fim de descontrair os músculos do “desenho” e criar um fluxo de energia criativa entre o seu cérebro, os seus olhos, a sua ferramenta de desenho e a superfície de trabalho… Vejamos aqui alguns exemplos dos exercícios que pode fazer.

Miniaturas rápidas.
valor-sombra
Seja qual for o objecto que pretende desenhar, antes de começar, faça pequenos e rápidos esboços em miniaturas, num papel aparte.
Faça pequenos quadrados de dois a quatro centímetros de lado usando rápidos traços de tons e meios-tons. Não se preocupe demais pela precisão.
Faça isto durante três ou quatro minutos até sentir que domina a intensidade das sombras e dos traços.

Desenhe com sombras.
forma-valor
O objectivo deste exercício é criar e definir a forma dos objectos mediante a realização de pequenos e rápidos traços e mediante sombras.
Os espaços recheios e vazios se representam mediante sombras, variando a pressão do lápis.
Trabalhe rapidamente sem se preocupar pela precisão mas sim pela representação tonal.
Movimente todo seu braço com fluidez e quando sinta que esta descontraído e confiante, pegue na superfície de trabalho e comece a desenhar!!!

Traçado de Linhas.
•  Use um lápis afiado de grafite ou de carvão para desenhar apenas o esboço da forma ou contorno do seu modelo.
•  Mantenha seu olho sobre o assunto, tanto quanto possível.
•  Faça linhas longas e contínuas sem levantar o lápis do papel. Só quando for absolutamente necessário.
•  Não adicione sombras. Inclua alguns detalhes para tornar o objecto reconhecível.
•  Repita o exercício até se sentir confortável com os resultados.

Ler mais: http://www.amopintar.com/aprender-a-desenhar-como-comecar

Anúncios

Conheça figuras geométricas
Profª Odete Antunes

Polígonos

Polígono é toda figura formada por uma linha poligonal fechada mais a sua região interna.

Polígono regular: apresenta todos os lados iguais e todos os ângulos iguais.

O gênero (n) de um polígono é dado pelo número de lados desse polígono.

O número de lados é igual ao número de vértices.

De acordo com o número de lados, cada polígono recebe um nome próprio que o identifica:

N = 3 – triângulo ou trilátero N = 12 – dodecágono
N = 4 – quadrilátero N = 13 – tridecágono
N = 5 – pentágono N = 14 – tetradecágono
N = 6 – hexágono N = 15 – pentadecágono
N = 7 – heptágono N = 16 – hexadecágono
N = 8 – octógono N = 17 – heptadecágono
N = 9 – eneágono N = 18 – octadecágono
N = 10 – decágono N = 19 – eneadecágono
N = 11 – undecágono N = 20 – icoságono

Alguns quadriláteros

Trapézio é o quadrilátero que só possui dois lados opostos paralelos com comprimentos distintos, denominados base menor e base maior.

Paralelogramo é um quadrilátero cujos lados opostos são paralelos

Retângulo é o quadrilátero que possui quatro ângulos retos.

Quadrado é o quadrilátero que possui quatro lados congruentes e quatro ângulos retos.

Losango é o quadrilátero que possui os quatro lados congruentes.

Primas e cilindros são figuras geométricas espaciais chamadas sólidos geométricos.

Os prismas são designados pelo número de lados das bases. Ex.:

prisma triangular
prisma pentagonal
prisma quadrangular
prisma hexagonal

Paralelepípedos são os prismas cujas bases também são paralelogramos.

Cilindros são sólidos limitados por dois círculos congruentes, situados em planos paralelos, e por uma superfície curva que pode ser planificada.

 

fonte: http://www.passeiweb.com/na_ponta_lingua/sala_de_aula/portugues/redacao/texto_descritivo/texto_descr_fig_geometricas